O que devo fazer da minha vida?

O que devo fazer da minha vida? É uma pergunta que a maioria das pessoas, já se fez ou vai fazer um dia. Geralmente costumamos ficar indecisos sobre o que devemos fazer das nossas vidas, quando estamos passando por situações difíceis, ou quando algo não deu certo, ou quando queremos mudar e principalmente quando o ano está terminando.

Parece clichê, mas sempre quando um novo ano se aproxima, ficamos um pouco sentimentais e costumamos pensar na vida. O que mudar? O que fazer? Normalmente nunca sabemos o que fazer da vida,  porém inventamos coisas que talvez faça algum sentido. Fazemos planos, criamos metas para atingir objetivos que talvez nem queiramos alcançar.

Sempre gostei de escrever, mas nem sempre foi assim. Quando eu pensava “O que devo fazer da minha vida?” Pensava em várias coisas, menos em escrever, vivia escrevendo por aí: lista de compras, listas de metas, poesias, textos aleatórios, textos de amor, textos sobre vida, texto sobre o mundo, textos sobre tudo. Ainda guardo alguns dos meus diários e agendas que escrevi no passado e pode ter certeza a escrita virou um hábito.

Nunca soube  o que fazer da minha vida, mas sempre achei que sabia. Tirar boas notas, ser organizada, uma filha obediente, encontrar o cara certo, entrar faculdade, curti a vida, terminar a faculdade, ser independente, construir uma carreira, construir uma família e todas as outras coisas que a maioria das pessoas planejam para suas vidas. Algumas coisas eu fiz, pela ordem ainda estou na faculdade (ainda sou nova), outras talvez eu faça, outras talvez não.

O que eu descobrir que todas essas coisas e planos não são bem saber o que quer fazer da vida, grande parte é só para manter o curso da normal da vida. Um médico nem sempre soube que seria médico, mesmo dizendo “quero ser médico quando crescer” na maioria das vezes ele não acreditou que conseguiria. Grande parte das modelos foram descobertas, antes disso elas se achavam meninas feias por serem magras de mais. Eu nunca soube que escreveria para pessoas que nunca vi, mas que adoraria conhece-las.

Mas como descobrimos o que fazer da vida? Eu acredito muito em destino, assim como acredito  em talento, as vezes demoramos muito para descobrir nossos talentos e fazemos coisas que gostamos, porém essas coisas não nos fazem completamente feliz. Sendo assim um conselho de amiga, nem tão experiente assim é para que você deixe as coisas seguirem seu curso, não apressem nada, se tem vontade de fazer algo faça, mas não precisa achar que tudo tenha que sair conforme o planejado. A vida é cheia de surpresas e pode te apresentar coisas que você jamais pensou que faria.

Me segue nas redes sociais e me manda um e-mail se quiser:

FACEBOOK  ♥ TWITTER  ♥ INSTAGRAM  ♥ TUMBLR YOUTUBE
♥ SNAPCHAT: daaivieirablog
e-mail: dvblogcap@gmail.com
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s