Comportamento

Crise de ansiedade

Você já teve uma crise de ansiedade?

Você sofre com crises de ansiedade?

Como você se sente?

Antes de começar a falar sobre o assunto vamos a definição de ansiedade: “ansiedade é um estado psíquico de apreensão ou medo provocado pela antecipação de uma situação desagradável ou perigosa.” A ansiedade é considerada normal, porém quando ela provoca alguns sintomas desagradáveis é hora de prestar atenção. Lembrando que não sou uma profissional, mas já sofri e sofro com essa problema e gostaria de compartilhar com vocês.

Você quando está ansioso costuma sentir tontura ou até mesmo desmaiar? Costuma sentir falta de ar e ficar ofegante? Costuma sentir dor de barriga ou até mesmo enjoos? Outros sintomas da ansiedade é sentir tensão muscular o que geralmente causa dor nas costas, mas um sintoma que muita gente reclama é a falta de sono ou irritabilidade ao dormir, para mim esse é um dos piores sintomas.

Além dos sintomas físicos alguns sintomas psicológicos da crise da ansiedade é agitação, balanço de pernas e braços, nervosismo, preocupação, medo constante dificuldade de concentração e claro a sensação de que algo ruim vai acontecer. Quem sofre com crises de ansiedade geralmente tem dificuldades em realizar algumas tarefas do dia a dia por isso é necessário procurar um profissional.

Eu tive algumas crises graves de ansiedade e isso faz muito tempo, elas começaram na  na época do ensino médio, mas desconfio que as crises podem ter sido iniciado antes e uma delas foi causada pelo bullying. Quem ler meu blog sabe que eu sofri muito bullying, mas que graças a Deus e a todo apoio que tive  consegui superar isso e hoje em dia sou uma pessoa muito feliz comigo mesma.

Nas crises de ansiedade eu costumo sentir quase todos os sintomas, depois das duas super crises que eu tive eu fiz terapia por 6 meses e também passei pelo psicologo, não precisei tomar nenhum remédio, ao contrario de algumas pessoas, isso porque eu procurei um profissional a tempo. Eu aprendi na terapia alguns exercícios de respiração que me ajudaram muito, e descobrir o quanto respirar alivia o nervosismo. Outras coisas que podem ajudar é descobrir algum hobby, eu por exemplo costumo escrever quando sinto que estou tendo uma crise. Algo que ajuda também é tomar chá calmante, principalmente se você não consegue dormir e praticar exercícios físicos.

Mas gente nunca esqueça que procurar um especialista é sempre a melhor opção, pois você pode precisar ser medicado. Só quem sofre com crises de ansiedade sabe o quanto é ruim, sentir um sintoma uma vez ou outra é natural, mas quando vem tudo junto pode ser muito pesado. Eu não gosto muito de falar sobre o assunto, mas é algo que é considerado um mal do século e precisa ser falado, não tenha vergonha de assumir seus problemas, pois muita gente passa por eles.

Anúncios
Uncategorized

6 dicas para economizar

Sabemos que economizar é uma tarefa muito difícil, principalmente em tempos de crise, mas apesar da dificuldade, economizar torna-se necessário quando temos algum objetivo como comprar o primeiro carro, primeiro imóvel, casar, investir em um negócio, entre outros. Se você não sabe por onde começar, confira as dicas a seguir sobre como economizar de modo simples.

economiar-para-realizar-sonhos

Estabeleça um orçamento (com uma meta a ser atingida): 

É importante que você leve em consideração suas despesas fixas mensais para calcular uma meta de economia. Se você não gosta realmente dos números, obtenha uma planilha para manter as contas atualizadas.

Assim, você pode controlar as quantidades (mais ou menos elevadas) que você pode economizar. Não se esqueça de incluir uma porcentagem para despesas variáveis! Desta forma, se você “poupar” para sair para jantar uma noite, você vai se sentir

Compare preços e procure ofertas:

Você não precisa ir de um supermercado para outro olhando para os preços (embora nunca seja uma má idéia). Você pode pedir a seus parentes, amigos e colegas de trabalho onde eles compram e comparar a relação qualidade-preço dos produtos. Provavelmente, quando você sabe o que os outros estão economizando, você começa a ficar mais interessado no que você gasta todo mês.

Evite compras por impulso (você quase nunca precisa):

Muitas vezes compramos coisas para um deleite sob o lema “Estou trabalhando por algo”. O consumismo impulsivo é o pior inimigo da poupança e pode alterar seu orçamento sem que você perceba. Se você não precisar imediatamente, espere no final do mês e invista parte de suas economias.

Assim você estará deixando seu cartão de crédito seguro e seu CPF livre de complicações por dívidas desnecessárias.

Compras on-line (de coisas que você precisa)

Quase de mãos dadas com o ponto anterior. É verdade que na internet podemos encontrar ofertas absurdamente boas de até 75% ou, porque não, 90% em produtos de todos os tipos. É claro que, antes de clicar sem medir, considere a si mesmo se realmente precisa: quaisquer despesas imprevistas não refletidas em seu orçamento mensal afetarão diretamente sua capacidade de economizar.

Reduza as despesas em casa:

Você pode economizar água e energia com aparelhos eficientes e ecológicos. Você vai notar isso no seu saldo de faturas. Para manter a casa a uma temperatura adequada, reduzindo o consumo de aquecimento ou ar condicionado, lembre-se de não deixar o calor no verão e frio no inverno com bons recintos.

Essas são dicas simples e que a maioria de vocês deve conhecer, mas é sempre importante salientar, pois coisas simples são o que faz a diferença.

Thais Borges Lá Folia.