Dica do dia

Dicas de como planejar alimentação saudável

Sem dúvida, um dos maiores desafios durante a quarentena, é segurar a ansiedade e parar de comer besteiras, e não são poucas as pessoas que vêm se queixando de ganho de peso nesses dias de confinamento.

O fato é que em tempos de isolamento social, conciliar o trabalho em home Office, mais filhos, a rotina doméstica, inclusive, a cozinha, não é tarefa das mais fáceis. 

A boa notícia é que é possível, sim, planejar com cautela uma lista de compras para adotar uma alimentação saudável na quarentena, e é o que mostraremos aqui, algumas dicas bem práticas para fazer isso.

Hora de apostar em uma alimentação saudável

Não é fácil, principalmente, em meio a tanta ansiedade, resistir à guloseimas, delivery de pizza, entre outras tentações. Porém, resistir pode ser, além de econômico, determinante para a saúde, principalmente se todas essas tentações começarem a se tornarem um hábito.

A dica, portanto, é aproveitar esse tempo forçado em casa para organizar a despensa, a geladeira, receitas e a lista de compras, sendo uma excelente oportunidade para começar a adotar uma alimentação mais saudável.

Se interessou? Então, confira abaixo as principais dicas.

Evite industrializados

A primeira dica é evitar alimentos industrializados, apostando em “comida de verdade”.

Priorize alimentos in natura, ou seja, aqueles de origem vegetal ou animal e minimamente processados, que são a base de uma alimentação mais saudável. Sendo assim, na próxima lista de mercado, não esqueça de incluir  frutas, legumes, verduras, carnes e peixes in natura e, se for possível, orgânicos.

E ao comprar farinhas ou grãos, de preferência aos integrais, que são bem mais nutritivos que os refinados.

E na lista não esqueça de acrescentar leite, queijos e ovos, que são alimentos muito versáteis na cozinha.

Prepare você mesma

Evite recorrer à comida de restaurantes, por mais gostosas que sejam, elas representam um gasto maior e nada se compara á uma comida caseira, feita com alimentos mais saudáveis.

Se por um lado existe o gasto com o botijão de gás, ou gás de cozinha encanado, mesmo assim, não se compara ao gasto com comida de restaurante.

Certamente, uma vez ou outra, vale fugir da regra.

Inclua alimentos que ajudam na imunidade

E quem quiser dar uma mãozinha ao sistema imunológico, vale apostar em uma alimentação mais natural, diversificada e rica em vitaminas e minerais. Lembrando que quanto mais colorido for o prato, mais saudável ele é.

Assim, na próxima ida ao mercado, não esqueça de incluir os alimentos que dão uma força a mais na imunidade, que vão desde vegetais verde-escuros, leguminosas, frutas cítricas, castanhas, cereais integrais, sementes, probióticos, salmão, azeite, castanha do Pará, cogumelos, gengibre, pimenta, alho, cúrcuma, cebola, própolis, mel e óleo de coco. 

Organize e planeje a semana

Dentre as muitas reclamações nesse período de quarentena, comer demais vem ganhando disparado.

A dica é se organizar e planejar, fazendo um menu para a semana, aproveitando cada item mais de uma vez.

Outra dica é apostar em itens versáteis, que combinam com várias receitas, como hortaliças como brócolis, couve-flor, vagem e abóbora.

Também vale deixar os pratos básicos previamente prontos, e assim, por exemplo, cozinhar arroz, feijão ou macarrão em maior quantidade e guardá-lo na geladeira, garantindo várias refeições durante a semana.

Congele

Sem dúvida, na hora de evitar desperdício, congelar ainda é uma das alternativas mais eficientes, e vale para o congelamento dos alimentos in natura e de pratos já previamente preparados.

Procure separar um dia da semana para cozinhar e congelar os pratos, deixando pronto ou quase pronto o menu da semana.

Arroz, feijão, sopas, molhos e cremes, por exemplo, podem ser feitos com antecedência e separados em porções individuais ou tamanho família.

Prepare, deixe esfriar e coloque no freezer em potes herméticos.

Uma dica é ter sempre no freezer arroz integral, feijão cozido e algum legume, como berinjela ou cenoura, e carne. Dessa forma, é só aquecer e fazer uma salada para acompanhar.

Quem quiser, também, para ainda mais praticidade, pode congelar os temperos verdes, como cebolinha, salsinha e hortelã, além da cebola já picada.

E é isso, agora é seguir essas dicas, que conseguirá adotar uma alimentação saudável na quarentena, sem quilos a mais ou desperdícios.

Categorias:Dica do dia

1 resposta »

Deixe uma resposta