Beleza

6 Erros a serem evitados quando se tem a pele oleosa

Conheça os 6 erros que devem ser evitados quando se tem pele oleosa e outras dicas de beleza aqui no Crescendo aos Poucos.

Cada tipo de pele tem necessidades específicas e nem sempre é fácil acertar nos cuidados para manter uma derme perfeita e com aparência saudável. Às vezes, certos hábitos que parecem ser inofensivos, muitas vezes, são prejudiciais. Principalmente, quando se tem uma pele oleosa.

Se esse for o seu caso, evite esses 6 erros e mantenha o excesso de gordura longe do seu rosto.

Quais os erros devem ser evitados quando se tem pele oleosa?

Ter bons hábitos para manter o cuidado com a pele é essencial, não só pela aparência estética, mas pela saúde da derme.

A pele oleosa é caracterizada por uma superprodução de sebo que a torna brilhante, especialmente na zona T (testa, nariz e queixo). Poros grandes também são uma característica comum da pele oleosa, bem como cravos e espinhas.

Quando temos esse tipo de pele, o primeiro reflexo nos leva a escolher produtos abrasivos que eliminam o excesso de óleo, mas devemos ter cuidado com os cosméticos escolhidos, pois eles às vezes podem causar o efeito rebote e fazer com que a pele comece novamente a produzir uma gordura extra para combater essa agressão.

Se você tem pele oleosa, descubra essas 6 rotinas que estão prejudicando sua pele e saiba como substituí-las por um hábito saudável para o seu rosto. Confira:

cuidado-pele-oleosa

1. Uso de produtos abrasivos

Como mencionamos, um dos erros mais comuns cometidos ao tratar a pele oleosa é acreditar que ele precisa de produtos mais fortes do que outros tipos de pele para se livrar do excesso de sebo.

Você deve ter muito cuidado com os produtos que escolher, se forem excessivamente agressivos, a pele poderá reagir contra eles, produzindo ainda mais gordura para se proteger. Além disso, o sebo da pele é necessário para combater bactérias e infecções, se eliminarmos toda a barreira de gordura, deixaremos a pele desprotegida.

Procure usar produtos que sejam mais leves em sua fórmula, bem como água micelar, sabonete pré e pós maquiagem, sabonete líquido para peles oleosas, entre outros. Se preciso, consulte um médico dermatologista ou um cronograma de limpeza com uma esteticista profissional.

2. Abuso de esfoliantes

Existem muitos esfoliantes no mercado que acabam removendo as camadas mais superficiais da derme, em vez de limpá-la. Portanto, o abuso desse tipo de esfoliante agressivo pode prejudicar seriamente a saúde de nossa pele oleosa.

Limpar a pele com um esfoliante para eliminar toxinas e impurezas é importante, mas não deve ser feito diariamente, principalmente se usarmos produtos fortes, pois corremos o risco de remover não apenas as células mortas, mas também outras partes da pele importantes para proteção.

Sempre opte por esfoliantes suaves, feitos com ingredientes naturais que limpam os poros, mas não prejudicam o equilíbrio da pele. Além de esfoliá-la somente uma vez por semana.

cuidado-pele-oleosa-ss

3. Escolher um hidratante não específico

É preciso ter atenção para não escolher hidratantes muito gordos ou com excesso de óleo. A pele oleosa também precisa de hidratação; portanto, o hidratante é tão essencial para você quanto para uma pessoa com pele seca, mas os ingredientes de ambos os produtos variam.

Escolha um creme especialmente desenvolvido para peles com tendência ao óleo, que matificam e diminuem os poros, mas hidratam ao mesmo tempo.

4. Optar por uma base oleosa

Não apenas cremes e tratamentos faciais devem se adaptar à sua pele, a maquiagem também é essencial para obter uma pele livre de óleo.

A base que você escolher não deve ser comedogênica, ou seja, não deve entupir seus poros, pois isso pode favorecer a aparência de cravos e espinhas. Para evitar que a pele brilhe, escolha uma base fosca que absorva o óleo e deixe a pele perfeita por 24 horas, sem tampar os poros completamente.

5. Usar pó facial que não seja translúcido

O pó facial permite cobrir imperfeições e absorver gordura, conseguindo um efeito fosco por mais tempo, no entanto, é preciso escolher o produto ideal para sua pele, pois o mesmo pode entupir os poros e causar o aparecimento de espinhas e cravos.

Escolha pós translúcidos se você não quiser alterar o tom da sua base de maquiagem. Aplique-o com um pincel grande para obter um resultado perfeito.

cuidado-pele-oleosa-

6. Não possuir papel matificante

Mesmo tomando todas as precauções possíveis e escolhendo os melhores produtos perfeitamente, a pele muito oleosa acaba brilhando ao longo do dia. Se este for o seu caso, existe uma solução eficaz e de emergência, o papel fosco.

É uma pequena invenção muito simples, mas que é muito prática. É um papel que absorve toda a gordura do rosto, dando uma aparência fosca, sem remover ou borrar a maquiagem.

Se um dia você perceber que tem mais gordura na zona T do que o habitual e está em alguma ocasião especial, é uma solução SOS que lhe dará uma aparência perfeita.

Além dos erros acima a serem evitados, é sempre importante limpar a pele antes de dormir e ao acordar, sem se esquecer de aplicar o protetor solar.

Dicas úteis – Lá Folia

 

1 resposta »

  1. Eu usava um blush que eu sentia que deixava minha pele ainda mais oleosa. Post ótimo para lembrar que às vezes nem é o que usamos para combater mas também o que devemos observar para evitar um quadro pior

Deixe uma resposta