Meu namorado me maltrata e não me respeita

Meu namorado me maltrata e não me respeita. Recebi alguns e-mails similares a esse e resolvi opinar e dar dicas para tentar ajudar você que está passando um drama na vida amorosa. Relacionamentos nem sempre são fáceis, é muito comum identificar um casal de conhecidos como um casal perfeito, porém não sabemos como é a relação deles longe dos olhos da sociedade.

Está cada vez mais comum namorados maltratarem sua parceira, e muitos homens preferem maltratar de um forma que magoam muito mais as mulheres.  A maioria de nós somos inseguras e muitas vezes levamos muito a sério a opinião alheia, imagine se essa opinião vim do seu namorado. Já vi namorados ou até mesmo maridos criticarem a forma que as mulheres se vestem, andam, falam, comporta-se e muito mais.

Conheço homens que comparam a própria namorada com a ex-namorada e até mesmo com alguma mulher que faz a namorado sentir ciúmes. Alguns chamam a própria companheira de feia, burra e outros defeitos que derrubam a auto-estima de qualquer mulher. E mesmo depois de ofende-las e magoa-las ainda as trata com desrespeito falam de outras mulheres na frente dela, inclusive em publico o que causa grande constrangimento para a coitada.

E pior eles criticam porque desejam que as mulheres corram atras dele, e é por isso que eu estou escrevendo esse post. Seu namorado te maltrata e não te respeita? Vou explicar um pouco sobre o comportamento de certos homens.

– Por quê  meu namorado me maltrata?

Ele te maltrata pois você acabou dando espaço para ele, mulher que faz de tudo por homem acaba passando por esse tipo de situação. Quando a namorada é ciumenta o homem se sente mais seguro, mais confiante e acha que pode usar isso contra a mulher, sendo assim ele apronta e quando a namorado reclama ou tenta evitar situações ele ameça se separar. Uma mulher ciumenta tem medo que se namorado ou marido termine com ele e arrume outra sendo assim ela acaba sedendo aos maus tratos.

– Por quê você ainda fica com ele?

Porque mulher acaba acreditando nas mentiras que ele fala, ele diz que você é feia e você acredita, diz que você não vai achar ninguém melhor que ele, que ninguém te quer, começa apontar defeitos e você acredita em tudo que o dito cujo te fala e se prende a ele.

– Tem como se livrar? 

Tem sim amiga, mas você vai precisar ser muito forte. Primeiro é recuperar sua auto-estima, recuperar seu psicológico, procure ajuda de amigos, familiares e até de profissionais. É difícil, mas não é impossível.

Se seu namorado te maltrata a melhor opção é se separar, e se as coisas partirem para mau tratos físicos aí minha amiga cai fora enquanto é tempo, nenhuma mulher merece ser maltratada.

 

Anúncios

Mulher, não depende de homem.

Fui criada por mãe solteira, então desde cedo fui ensinada a ser uma mulher independente, a minha mãe nunca dependeu de ninguém para me criar, e quem trabalha Deus ajuda. Quando ela descobriu que tava grávida de mim, ainda morava na casa dos pais, e na época trabalhava em outra cidade, ela voltou para casa pois estava meio perdida na época. Meu pai como vários outros fez o papel de homem machista e inresponsavel, dessa forma a minha mãe decidiu me criar sozinha.

Claro por ter recebido apoio de minha vó (um dos amores da minha vida) tínhamos onde morar. Logo que eu nasci ela conseguiu passar num concurso e conseguiu um emprego efetivo, onde ela conseguiu juntar dinheiro construir nossa casinha,e me criar com todo melhor que poderia me oferecer. Minha mãe mais uma vez mostrou para a sociedade que ser mãe solteira não significar ser incapaz, ela é uma mulher independente e mesmo às vezes não falando eu a admiro muito por isso. 

Fui criada para ter minha independência, incentivada a estudar e poder ter uma vida melhor, e também ensinada a não virar escrava de homem. Claro que fui mimada, mas isso não me fez menos independente do que sou hoje. 

Sei que existe pai dedicado, mas vemos muitas histórias parecidas com a da minha mãe, e eu posso te dizer: ser mãe solteira não é vergonha, vergonhoso é achar que mulher deve depender de homem. 

Contei isso para vocês, para que as mulheres se imponham. Não sou feministas, mas sei dos direitos de nós mulheres, e sei também que devemos adquirir a nossa independencia, seja ela financeira, amorosa, ou qualquer outro tipo. 

Vejo mulheres que são independentes profissionalmente, mas tem que depender do marido para buscá-la no trabalho, porque não sabem dirigir ou porque não tem um carro(muitas vezes esperam a boa vontade do cara para realizar suas atividades). Mulheres que precisam trocar uma lâmpada, mas tem que esperar o homem chegar em casa e aguardar a boa vontade do fulano para poder trocar. 

Vejo mulheres dependendo de homem para ser feliz, e isso é o mais triste. Mulher, não depende de homem. A sua felicidade não está ligada a ele, pense nisso. 

Mulher, estude, trabalhe, dirija (e se não puder, não espere pelo companheiro), saia, dance, crie seu filho sozinha, viva, troquem lâmpada, aprenda a trocar pneu. Mulher, não depende de homem. Mulher só depende dela mesma. 

Falsidade – Será que essa pessoa é mesmo sua amiga?

Falsidade é uma coisa que enoja, muitas vezes achamos que aquela pessoa é nossa amiga, até ser apunhalada pelas costas. Pessoas, o que posso falar de pessoas? Podem ser boas ou ruins, ser mal-intencionadas ou não, mas na maioria das vezes querem algo em troca. É muito raro amizade só porque quer ser só seu amigo e pronto. Esse foi um dos motivos que fizeram eu me afastar de algumas pessoas.

Muitos agiam com falsidade, falava mal de mim pelas costas, se aproveitavam da minha amizade para benefício próprio, abusaram da minha amizade e nunca estiveram por perto quando precisei.

Com um tempo parei de confiar nesses falsos amigos, que espalhavam meus segredos e não estavam nem aí para os meus sentimentos.

Sei que a falsidade existe, mas já sei lidar com gente desse tipo. Ninguém vira amigo de uma hora para outra, ninguém confia em ninguém cegamente, passei por maus bocados por causa de falsidade.

Hoje eu sei quem são meus verdadeiros amigos, mas também sei quem fala mal de mim, quem me critica, quem tem inveja, quem não me suporta.

Amigo dar conselho, amigo dar bronca, amigo ama como irmão, ele não vai hesitar em falar “eu te avisei”. Ele pode até ficar chateado, brigar com você, mas depois vai te entender. Gente falso finge que não liga, que não se importa.

O que devo fazer da minha vida?

O que devo fazer da minha vida? É uma pergunta que a maioria das pessoas, já se fez ou vai fazer um dia. Geralmente costumamos ficar indecisos sobre o que devemos fazer das nossas vidas, quando estamos passando por situações difíceis, ou quando algo não deu certo, ou quando queremos mudar e principalmente quando o ano está terminando.

Parece clichê, mas sempre quando um novo ano se aproxima, ficamos um pouco sentimentais e costumamos pensar na vida. O que mudar? O que fazer? Normalmente nunca sabemos o que fazer da vida,  porém inventamos coisas que talvez faça algum sentido. Fazemos planos, criamos metas para atingir objetivos que talvez nem queiramos alcançar.

Sempre gostei de escrever, mas nem sempre foi assim. Quando eu pensava “O que devo fazer da minha vida?” Pensava em várias coisas, menos em escrever, vivia escrevendo por aí: lista de compras, listas de metas, poesias, textos aleatórios, textos de amor, textos sobre vida, texto sobre o mundo, textos sobre tudo. Ainda guardo alguns dos meus diários e agendas que escrevi no passado e pode ter certeza a escrita virou um hábito.

Nunca soube  o que fazer da minha vida, mas sempre achei que sabia. Tirar boas notas, ser organizada, uma filha obediente, encontrar o cara certo, entrar faculdade, curti a vida, terminar a faculdade, ser independente, construir uma carreira, construir uma família e todas as outras coisas que a maioria das pessoas planejam para suas vidas. Algumas coisas eu fiz, pela ordem ainda estou na faculdade (ainda sou nova), outras talvez eu faça, outras talvez não.

O que eu descobrir que todas essas coisas e planos não são bem saber o que quer fazer da vida, grande parte é só para manter o curso da normal da vida. Um médico nem sempre soube que seria médico, mesmo dizendo “quero ser médico quando crescer” na maioria das vezes ele não acreditou que conseguiria. Grande parte das modelos foram descobertas, antes disso elas se achavam meninas feias por serem magras de mais. Eu nunca soube que escreveria para pessoas que nunca vi, mas que adoraria conhece-las.

Mas como descobrimos o que fazer da vida? Eu acredito muito em destino, assim como acredito  em talento, as vezes demoramos muito para descobrir nossos talentos e fazemos coisas que gostamos, porém essas coisas não nos fazem completamente feliz. Sendo assim um conselho de amiga, nem tão experiente assim é para que você deixe as coisas seguirem seu curso, não apressem nada, se tem vontade de fazer algo faça, mas não precisa achar que tudo tenha que sair conforme o planejado. A vida é cheia de surpresas e pode te apresentar coisas que você jamais pensou que faria.

Me segue nas redes sociais e me manda um e-mail se quiser:

FACEBOOK  ♥ TWITTER  ♥ INSTAGRAM  ♥ TUMBLR YOUTUBE
♥ SNAPCHAT: daaivieirablog
e-mail: dvblogcap@gmail.com

SOCORRO!!!

Sabe quando você não consegue respirar, parece que está sendo sufocado, e não sabe como agir? Tenho passado por momentos de pânico, momentos de aflição. Depois de tanto tempo escrevendo para vocês sinto que nunca tive coragem de me entregar totalmente, talvez o medo da exposição tenha me impedido, mas depois de tanto tempo acho que posso finalmente expor o que estou sentindo.

Há 6 anos atrás eu tive uma crise de panico, não sei se esse é o nome ao certo do problema que passei, então se alguém já passou por isso e sabe explicar comenta aqui por favor. Eu passei por uma situação que me estressou ao máximo e isso fez com que eu entrasse em panico. Suava frio, tremia muito, chorava sem parar, era uma sensação horrível. Depois que passei por isso achei que não passaria mais, e cada vez que achava que isso parecia que ia acontecer o medo aumentava.

Depois de alguns meses eu passei pela mesma situação, claro que fiquei desesperada e com muito medo de voltar a ter essas crises de pânico. Passado alguns dias eu tive novamente essa crise, dessa vez mais leve, foi quando minha mãe decidiu que eu deveria passar por terapia, psicologo e foi onde aprendi algumas técnicas de relaxamento. Nenhum especialista me dizia ao certo como se chamava esses momentos de pânico e não me deram nenhum diagnostico. Já estava meio entediada de frequentar esses lugares, falar uma pessoas que poderiam resolver meu problema, mas que na verdade eu achava que só estavam tomando o meu tempo.

Para as pessoas e até para mim mesmo isso era por causa do bullying que sofri durante os anos escolares, que com o tempo eu amadureceria e tudo voltaria ao normal. Segui a minha vida, e sempre que ficava muito nervosa pensava que era só ansiedade, que eu precisava respirar que logo logo passaria. Confesso que enganei muitas vezes à mim mesma, mas me enganar parecia que diminuía esses momentos.

Há alguns meses eu voltei a passar por esses momentos de panico, e não sei realmente o que é. Falar ajuda a aliviar, por isso resolvi falar com vocês quem sabe alguém que esteja passando por isso possa me ajudar a descobrir o que tenho.

Nada dar certo na minha vida! 

Nada dar certo na sua vida? Você planeja coisas e nada acontece como o planejado? Você não entende o por quê de nada dar certo na sua vida, por que será que tudo está dando errado?

Muitas vezes na vida deixamos os pensamentos positivos tomarem conta das nossas mentes, isso faz parte do comportamento do ser humano. O fato de nunca estarmos satisfeitos, de sempre querermos mais faz com que nos torne pessoas frustradas. 

Pessoas frustradas geralmente tem o infeliz hábito de achar que tudo sempre vai dar errado, isso porque algo já deu errado no passado. Dessa forma alimentam pensamentos negativos e acabam não focando em um futuro sucesso.

Minha mãe sempre me disse que pensamentos negativos atrai coisas ruins, e pensamentos positivos atraem coisas boas. Por um tempo achei que fosse bobagem, mas quando algumas coisas começaram a dar errado percebi que ela estava certa. 

Quando temos pensamentos negativos, não achamos que vale a pena insistir, investir e lutar por algo que queremos. Começamos a ter preguiça e encontrar dificuldades para trabalhar em um “projeto” porque realmente achamos que vai dar errado e vai ser perca de tempo. “Por que eu vou estudar para o vestibular se sei que não vou passar?” “Por que vou na entrevista se sei que não conseguirei o emprego?” 

Nós as vezes nos sabotamos, quando temos um pensamento negativo ele pode virar um hábito incurável. Devemos pensar positivo sempre por mais que algo pareça não ter solução. 

Torne o pensamento positivo um hábito diário, comece agradecendo por mais um dia, ore ao acordar e agradeça por tudo na sua vida.Quando pensamos positivo, nos sentimos motivados, e tudo dará certo e se não der tentaremos de novo. 

Namoro iô-iô

Você já passou ou está passando por um namoro iô-iô? Pelo nome já dar para ter uma ideia do que significa, mas para quem ainda tem dúvidas eu vou explicar.

Definição: Namoro iô-iô é um tipo de namoro muito utilizado por pessoas inseguras e indecisas que não sabem o que quer da vida.

Definição um pouco tosca eu acho, mas é preciso definir algo pelo que realmente é. Muitas pessoas passam por isso, não adianta você achar que é só você, até porque a pessoa fica até mais tranquila em saber que não é o único trouxa que termina o namoro e volta, milhares e milhares de vezes. Você já passou por isso?

Isso acontece geralmente com pessoas que namoram a muito tempo, e acostuma-se a ficar ao lado daquela pessoa, então quando termina o namoro ambas ficam querendo voltar, porque é mais fácil amar uma pessoa que estar com você há muito tempo (lembrando que não sou profissional do assunto, mas amo falar de relacionamentos complicados aqui).

Terminar o namoro e voltar é algo absolutamente normal, principalmente se você ama a pessoa, porém quando os términos e voltas se tornam rotina, é hora de prestar mais atenção porque a coisa pode ficar séria. Um relacionamento precisa ter um fim para que outro comece, é possível terminar um tipo de relacionamento e criar outro com a mesma pessoa? Sim, mas muitas pessoas não esperam o tempo necessário para que comece um novo relacionamento com o companheiro, qual o tempo necessário? Só as conversas entre vocês definirão.

Quando você volta rapidamente para o seu ex, vocês não começam um novo relacionamento e sim dar continuidade à um relacionamento que já não estava legal, isso acaba frustrando ambas as partes o que normalmente ocasionará em um novo término, o que acontecerá com frequência. Quando o namoro iô-iô começa a predominar a relação vai ficando chata, entediante, rotineira, acaba o respeito, a confiança e até o amor. Terminar e voltar só desgasta a relação não pense que se você terminar com alguém porque acha que ele mudou, e depois voltar, que você vai encontrar aquela pessoa do inicio do namoro, porque não vai e isso só piora tudo.

O ideal é conversar, dar um tempo da relação e de repente conhecer outras pessoas ou não, as vezes você ama seu ex mas precisa afastar-se para que ambos se descubra, se a outra pessoa encontrar alguém e começar a relacionar-se sério, paciência é porque não era para ser, muitas pessoas e até mesmo eu, já vivi um namoro iô-iô porque achava que a pessoa com quem namorava ia encontrar outro e me trocar, acaba voltando para não perde o namorado (a) e acaba se perdendo no meio de tudo isso.

A fossa precisa ser vivida, quando se termina um relacionamento é preciso vivenciar o que vem depois dele, para poder dar inicio a outro mais tranquilo e feliz, e pode acreditar pode ser com a mesma pessoa.

Aproveita e me segue nas redes sociais para ficar mais pertinho de mim:

FACEBOOK  ♥ TWITTER  ♥ INSTAGRAM  ♥ TUMBLR YOUTUBE
♥ SNAPCHAT: daaivieirablog
xoxo *-*