Beleza

Como escolher o tamanho da prótese de mama

Saiba como escolher o tamanho ideal para você e recuperar a beleza dos seus seios.

Como escolher o tamanho da prótese de mama

Créditos da imagem: shutterstock

A cirurgia plástica nos seios é um dos procedimentos estéticos mais realizados no mundo, é um sonho entre mulheres que desejam remodelar a região das mamas.

Algumas mulheres não estão satisfeitas com o tamanho ou forma dos seus seios. Isso pode acarretar uma série de insatisfações com o próprio corpo, como usar uma roupa mais decotada ou usar um biquíni na praia.

Felizmente, o implante de silicone é uma técnica muito popular e utilizada para aumentar o tamanho das mamas. Então, muitas mulheres podem realizar o sonho de ter os seus seios grandes e firmes.

Entretanto, apesar da técnica ser muito conhecida, algumas dúvidas podem surgir durante o processo. Para realizar esse procedimento, muitas escolhas devem ser feitas. Uma das principais dúvidas é em relação ao tamanho da prótese que deve ser utilizada.

Para tirar essa dúvida e aprender mais sobre o implante de silicone leia este artigo.

Como é realizado o implante de prótese de silicone nos seios?

Antes de saber qual o tamanho da prótese ideal é preciso compreender o que é e como é feito esse procedimento. A mamoplastia de aumento é uma das técnicas mais conhecidas, ela tem o objetivo de aumentar o tamanho dos seios, melhorar a sustentação e firmeza das mamas. Assim, é possível melhorar a sua forma e contorno, melhorando a aparência do colo.

O médico durante a consulta, vai lhe auxiliar sobre qual procedimento é o mais adequado para sua situação.

Existem algumas técnicas que podem ser feitas e cada uma delas a incisão pode ser diferente. São elas:

  • Incisão inframamária: É realizada uma incisão no sulco abaixo dos seios e é a mais comum no Brasil. Esse procedimento necessita menos manipulação cirúrgica e a paciente acaba tendo menos traumas.
  • Incisão transaxilar: É feita uma incisão na região das axilas, indicado para pessoas com cicatrização queloide, pois a cicatriz ficará mais escondida.
  • Incisão periareolar: A incisão é feita na junção da aréola e a pele da mama, é menos comum, mas para quem tem boa cicatrização, a incisão depois da recuperação fica quase invisível.

Após a incisão é feita a inserção da prótese de silicone. Também existem diferentes tipos de posições que devem ser discutidas com o médico. A escolha varia de acordo com a espessura da pele e quantidade de tecido mamário disponível. As posições são:

  • Posição submamária: Essa posição pode proporcionar bons resultados, pois o implante corre menos riscos de distorcer por não haver deslocamento com a contração muscular. O pós-operatório tende a ser mais confortável para a maioria das pacientes.
  • Posição submuscular: As bordas da prótese podem ficar menos aparentes nesse método. Sua vantagem quando comparado a submamária, as chances de ocorrer complicações são menores. A prótese sofre uma ação da gravidade menor e com o passar do tempo e consequentemente a queda dos seios é menor. É mais indicado para mulheres que possuem menos tecido mamário.

Após isso é feito a sutura das regiões e a cirurgia está concluída. É possível notar diferença no volume imediatamente após a cirurgia, mas os resultados finais são após um ano. Com o tempo o inchaço da região é diminuído. A mama ganha um aspecto mais firme e mais definido, com um contorno mais aparente.

Qual o tamanho ideal da prótese de silicone?

Além de escolher a incisão e o tipo da prótese que vai ser colocada, outra dúvida que atinge as mulheres são o volume das próteses que deve ser colocado.

A escolha deve ser realizada pelo paciente juntamente com o auxílio do médico especialista. É levado em conta o tamanho do tórax da paciente e a quantidade de tecido mamário que possui. Tórax mais grandes podem suportar maiores volumes de silicone, enquanto um tórax menor suporta volumes menores.

Para conferir como o resultado vai ficar é possível colocar próteses no sutiã que a paciente terá uma ideia de como vai ficar.

Vale ressaltar que uma prótese muito grande pode causar dores de coluna devido ao seu peso. Além disso, volumes muito grandes podem aumentar a chance de flacidez na região, devido ao esticamento da pele por conta do seu peso e a força da gravidade.

Para quem é indicado essa cirurgia plástica?

Essa cirurgia é indicada para mulheres que querem aumentar o tamanho dos seus seios, pessoas que tiveram a sustentação da mama comprometida devido a oscilações de peso ou alterações devido a gravidez são as que mais procuram a mamoplastia. Quem possui assimetria nos seios também é beneficiada com essa cirurgia devido ao remodelamento da região.

Não existe idade mínima para sua realização, entretanto, o ideal é que se espere até que a mama esteja completamente desenvolvida das mamas devem estar completos. Pacientes que são menores de idade, devem ser liberadas mediante ao apoio legal dos pais.

A paciente deve estar emocionalmente bem, suas motivações devem ser claras para a sua realização. As expectativas devem ser realistas, pois nem sempre, a cirurgia pode alcançar o resultado desejado.

Quais os cuidados do pós-cirúrgico?

Nas primeiras semanas após o procedimento é aconselhado dormir somente de barriga para cima. Exercícios físicos e esforço devem ser evitados nas primeiras semanas. É necessário o uso de protetor solar, principalmente na região da cicatriz, pois evita marcas na região. Ao tomar banho é necessário lavar a região com cuidado e utilizar sabonete neutro. Pode haver inchaço na região, que diminui durante as próximas semanas.

Por fim, é necessário utilizar uma malha de mamoplastia por dois meses. É importante comprar o sutiã operatório correto, pois ele não pode possuir armações de metal, pois pode machucar e causar lesões na mama. O material deve ser feito de tecido, pois este material tem uma tendência menor em gerar processos alérgicos, que poderão causar eritema cutâneo e prurido no local.

Quais as contraindicações?

Pessoas que possuem artrite reumatóide, esclerodermia, lúpus ou outras doenças graves não devem realizar esta cirurgia. Histórico familiar de câncer de mama deve ser avaliado.

E ai, tirou todas as suas dúvidas sobre o implante de silicone? Comente e diga o que achou! Para ver mais artigos como este nos acompanhe e não perca mais nada!.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.